Advento e Natal na Antiga Pátria dos Suábios do Danúbio

22/12/2020

Durante o Advento, os Suábios do Danúbio frequentavam, nas regiões católicas, a “Missa Rorate” ou “Missa Arati”, uma missa votiva celebrada pouco antes do amanhecer, em que jovens e velhos entoavam cantos do Advento. Era também o tempo de incentivar nas crianças o hábito da oração; a avó, em um ambiente bem acolhedor, lia, em seu livro de lendas, histórias sobre o Menino Jesus e o Pelznickel, um personagem mascarado. As crianças ajudavam também a mãe na preparação para assar os biscoitos de Natal e, assim, aos poucos aproximava-se a festa mais contemplativa do ano.

Como as coníferas eram árvores raras e caras, usavam-se na época os galhos de pinheiro ou abrunheiro como árvores de natal. A mãe enfeitava a árvore com maçãs, nozes douradas e outros paramentos natalinos. A véspera de Natal era, antes, um dia de jejum e uma das refeições festivas era o Fischpaprikasch, uma espécie de sopa à base de peixe e páprica. Logo ouvia-se o som de um sininho e uma voz perguntava do lado de fora: “O Menino Jesus pode entrar?”. “Sim, por favor, entra”, respondiam os pais. Dizendo “Louvado seja Jesus Cristo”, o Menino Jesus, vestido de branco, entrava na casa. Todas respondiam à saudação com: “Para todo o sempre, amém!”. De joelhos, as crianças rezavam o Pai Nosso e recitavam seus versinhos: “Doce Menino Jesus, por ti muito tempo esperei. Dá-me maçãs e nozes e a meu pai e minha mãe honrarei”. Então, o Menino Jesus esvaziava seu avental branco, despejando maçãs, nozes, figos, laranjas e, por vezes, também brinquedos.

Nessa noite, a família ficava geralmente acordada para ir, reunida, à missa da meia-noite, na qual entoavam-se as belas cantigas de Natal. De novo em casa, a mãe fechava as venezianas, dizendo que conseguiu ver nitidamente o Menino Jesus subindo pela escada celestial de volta ao céu. Os adultos ainda ficavam um pouco assentados e era costume comer, para trazer sorte, um prato chamado Sulz, uma gelatina de carne.

Com o passar dos tempos, surgiram também várias encenações envolvendo presépios vivos, o Menino Jesus, pastores e os Três Reis Magos.

No dia de Natal, a família ia reunida à missa e, à tarde, as crianças visitavam os padrinhos para buscar seu presente. No segundo dia de Natal, dia 26 de dezembro, celebrava-se, ao mesmo tempo, o dia de Santo Estêvão e era costume desejar a todos com o nome de Estêvão tudo de melhor, dizendo: “Hoje à noite um sininho tocar escutei, não sei o que significa; hoje deve ser dia de Santo Estêvão, finalmente me lembrei”.

No dia 27 de dezembro, dia de São João Evangelista, era consagrado o vinho na igreja. Nos bares, bebia-se à bênção de São João e os jovens se aprontavam para a cavalgada de São João.

No dia 28 de dezembro comemorava-se o Dia dos Santos Inocentes. Com uma vara nas mãos, as crianças davam leves varadas umas nas outras, recitando: “Fresco e saudável, o Ano Novo chega”.

Foto: Uma festa de Natal no jardim de infância em Erdevik, Sírmia, no ano de 1943


Outras notícias

Estudantes recebem livro didático sobre a história dos suábios
A Fundação Cultural Suábio-Brasileira tem como missão promover a história e as tradições dos suábios. Uma das maneiras...
Inauguração do Horto Florestal na Colônia Vitória
Entre Rios conta, desde agosto de 1992, com um horto florestal que, desde essa data, é mantido e subvencionado pela Cooperativa Agrária. No decurso...
Aniversário de 45 anos do Parque Recreativo Jordãozinho
“Em 22 de fevereiro de 1976, foi solenemente entregue este parque recreativo para a promoção da juventude e para o bem-estar de toda a Colônia de Entre...

Parceiros:

Realização:

bandeira nacional brasileira

Localização
Avenida Michael Moor, 1951 – Colônia Vitória, Entre Rios,
CEP 85139-400 Guarapuava – PR.
Telefone
++55 (42) 3625 8326
++55 (42) 3625 8320 - Josiane Richter (Coordenadora)
E-mail: jrichter@agraria.com.br
Horário
Horário de funcionamento da Fundação Cultural Suábio-Brasileira:
Segunda à sexta-feira: 8h às 17:30h
(intervalo das 12h às 13h).
Horário
Horário de funcionamento do
Museu Histórico de Entre Rios: 
Segunda à sexta-feira: 8h às 17h
(intervalo das 12h às 13h) e
sábados, das 13h às 17h.
Telefone: ++55 (42) 3625 8328 /
e-mail: museu@agraria.com.br
© 2014 - Fundação Cultural Suábio-Brasileira - Produzido por BRSIS